Corretor de imóveis ou consultor imobiliário? Entenda a diferença

Corretor de imóveis ou consultor imobiliário - Manual do CorretorOs dois termos são frequentemente utilizados para falar da mesma função, mas existem algumas diferenças básicas entre esses. Quer saber se é mais apropriado dizer que é corretor de imóveis ou consultor imobiliário?

Entenda abaixo:

 
Corretor de imóveis é aquele que domina as técnicas e as etapas de uma transação imobiliária. É também quem acompanha o mercado, prospecta imóveis e possíveis compradores, conhece o imóvel e auxilia para que ocorra o encontro entre os dois interessados de maneira a satisfazer ambos. O corretor guia as visitas aos imóveis, faz avaliações e registros mas também cuida da burocracia que poucos entendem. É esse profissional que apronta as escrituras, as certidões e os contratos.

O consultor imobiliário, em teoria, é quem pesquisa, analisa e se torna capaz de produzir estimativas acerca do mercado de imóveis. É a profissão capaz de dizer se determinado momento é favorável ou não para vender sua casa ou comprar um apartamento. Sua visão é muito mais focada no universo imobiliário do que no interior desse negócio. Por ter e desenvolver habilidades estratégicas e lógicas é quem presta consultoria aos corretores, às imobiliárias, às construtoras e demais interessados.

Ná prática o cenário é um pouco diferente. Alguns profissionais acham o termo “consultor imobiliário” um pouco mais requintado e acabam utilizando para falar de suas atuações enquanto corretores. Há também aqueles que prefiram diferenciar da seguinte maneira: corretor é quem tem CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis), consultor é quem ainda está percorrendo este caminho e que um dia ganhará o outro título.

Nesse quesito, é importante notar que a confusão indicar uma tendência a quem já está por dentro dos procedimentos de compra, venda e aluguel de imóveis. Ser corretor, hoje, não se trata apenas de concretizar tais transações. Mais do que isso, é preciso entender exatamente quem é o comprador e quais as suas necessidades, bem como quem é o vendedor e o que ele pode oferecer. Para aceitar ambas as denominações e se qualificar no mercado de trabalho é preciso abrir os olhos para o conhecimento e buscá-lo sempre. Assim você venderá mais em menos tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *