Devo investir em um site responsivo ou em aplicativos? – Segunda Parte

aplicativo para corretores de imoveis
Você já sabe tudo o que precisa entender sobre sites responsivos depois de ler o nosso post anterior. Agora, vamos decifrar os apps ou aplicativos, e acabar de vez com suas dúvidas sobre o assunto.

Os aplicativos são programas de computador como outro qualquer, mas, hoje em dia, esse termo é usado especialmente para nomear aqueles são desenvolvidos com foco em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Os apps permitem transformar o seu aparelho, ampliando as suas funcionalidades.
Como os dispositivos móveis não contam com a mesma qualidade de hardware que o seu laptop, os seus aplicativos precisam ser bastante específicos para que funcionem de forma correta – e, por isso, devem ser criados para os sistemas Android, iOS, Windows Phone, separadamente.
Uma das tarefas melhor atendidas pelos aplicativos é tornar o acesso à informação mais amigável, já que não é nada confortável acessar sites, fazer pesquisas e preencher formulários em uma tela de tamanho reduzido.
E aí você se pergunta: não é isso mesmo que o site responsivo faz? Sim e não. O site responsivo vai permitir que a sua página seja acessada adequadamente via dispositivos móveis, com certeza. Mas, ele não vai agregar nenhuma funcionalidade especial que já não estivesse disponível.
Além disso, a maioria dos aplicativos continua funcionando mesmo quando não há conexão à Internet, o que facilita e muito a vida de seu cliente.
E de qual deles você precisa então?
A resposta é simples: os dois. Pois, eles atendem a diferentes necessidades e públicos.

Clientes que estão em busca de uma informação rápida e direta vão precisar de um site responsivo para isso. Já aqueles que desejam informações mais detalhadas ou que estão fazendo pesquisas de longo prazo vão achar no app seu melhor aliado.
Aplicativos não vão ajudar muito a divulgar sua marca no Google ou em outros buscadores – para isso você precisará do seu site responsivo. E lembrando, estamos dizendo apenas site responsivo porque o tradicional já é coisa do passado.  Um site responsivo vai tornar universal o acesso à sua marca. Aplicativos vão oferecer uma experiência única ao seu cliente.

Por exemplo: seu cliente pode visitar o seu site responsivo e fazer uma busca no catálogo de imóveis disponibilizado. Mas, se ele quiser fotografar com o próprio smartphone um apartamento que ele gostou e imediatamente mandar a foto para você pesquisar um igual aquele, ele vai precisar de um app para isso.Agora deve ter ficado clara a diferença entre site resposnsivo e aplicativos. O próximo passo é investir nessa nova exigência de mercado e garantir mais lucros para seu negócio. E isso será mais fácil do que você pensa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *